O referendo sobre a preservação da URSS

Apesar do fato de que a maior parte do povo soviético, em 17 de março de 1991, ter votado a favor da conservação da União Soviética, o resultado foi ignorado. Em dezembro do mesmo ano, na Floresta Belovezhskaya foi assinado o documento sobre a eliminação da URSS. Em 26 de dezembro, Gorbachev oficialmente anunciou o fim da União Soviética.

Mas, a liderança do país ignorou resultados do referendo…

Porque a maior parte de moradores de repúblicas soviéticas, em referendo, votou pela preservação da URSS? 

Porventura não era possível manter a União Soviética, pelo menos em união de nove repúblicas?

Apesar do fato de que a maior parte do povo soviético 17 de março de 1991 votaram a favor da conservação, sua opinião o resultado foi ignorado. A URSS, no final, foi eliminado (uma imagem obtida a partir de fontes abertas)

Apesar do fato de que a maior parte do povo soviético em 17 de março de 1991, que votaram a favor da sua conservação, sua opinião o resultado foi ignorada. A URSS, no final, foi eliminada (uma imagem obtida a partir de fontes abertas)

Aqui deve-se pesquisar uma grande variedade objetivas e subjetivas razões:

1) A Ausência de força jurídica do referendo. O fato é que o referendo realizado sobre a preservação da URSS não tinha qualquer segurança jurídica e legislativa, como uma pesquisa sociológica, cujos resultados não têm consequências legais. No entanto, o Conselho Supremo da URSS ainda considerou os resultados do referendo (onde 112 milhões expressaram o seu desejo por manter a URSS) e propôs um grupo de trabalho para desenvolver um projeto de federação russa, a “União das Repúblicas Soberanas”. Que maravilha seria se esse contrato tivesse sido assinado em 20 de agosto de 1991.

O referendo sobre a preservação da URSS

O Conselho supremo da URSS ainda considerou os resultados do referendo (onde 112 млн. votação expressaram o seu desejo de proteger a URSS) e propôs um grupo de trabalho para desenvolver um projeto de um contrato de federação russa "Sobre a União Soberanos Repúblicas". (uma imagem obtida a partir de fontes abertas)

O Conselho supremo da URSS ainda considerou os resultados do referendo (onde 112 млн. votação expressaram o seu desejo de proteger a URSS) e propôs um grupo de trabalho para desenvolver um projeto de um contrato de federação russa “Sobre a União das Repúblicas Soberanas”.

2) A Aparência, o dobro da força. Quando, em 17 de março de 1991, convocaram o referendo sobre a preservação da URSS, simultaneamente, o Presidente Supremo do Soviete da RSFSR no mesmo dia, decidiu no território da Rússia, a realização de um referendo sobre a transmissão do cargo de Presidente da Federação Russa. No final, 71% dos cidadãos da Rússia aprovaram o referendo presidencial. Depois de três meses, em 12 de junho de 1991, foi eleito Boris Yeltsin, o primeiro Presidente da Rússia. Resultado: a partir do verão de 1991, na Rússia tinha dois presidentes, ou seja, o Presidente soviético Mikhail Gorbachev e o Presidente da Rússia, Boris Yeltsin. Assim, o país iniciou uma retroalimentação, onde Mikhail Gorbachev tentou manter seu poder sobre a URSS, enquanto Boris Yeltsin defendeu a soberania da Rússia e as repúblicas.

a partir do verão de 1991, na Rússia havia já duas presidente – presidente soviético Mikhail Gorbachev e o presidente da Rússia, Boris Yeltsin. Assim, o país começou a alimentação duplas (uma imagem obtida a partir de fontes abertas)
A partir do verão de 1991, na Rússia, já tínhamos dois presidentes – presidente soviético Mikhail Gorbachev (à esquerda) e o presidente da Rússia, Boris Yeltsin (à direita). Assim, o país começou a alimentação dupla (uma imagem obtida a partir de fontes abertas)

3) A perda de credibilidade junto à Gorbachev e ganho de poder de Yeltsin. No dia em que seria realizado o tratado “Sobre a União das Repúblicas Soberanas”, em 20 de agosto de 1991, ocorreu o assim chamado “O Pronunciamento”. Naqueles dias, quando Gorbachev estava no país, em Foros, militantes liderados pelo vice-presidente da URSS, Gennady Yanaev criam ГКЧП (GKCHP – Comissão Extraordinária de Estado na URSS — um auto-proclamado órgão do poder na URSS, que existiu de 18 a 21 de agosto de 1991). A não admissão da assinatura do tratado de União das Repúblicas Soberanas, que, na sua opinião carregou a ameaça de destruição da URSS (embora, na realidade, este contrato deveria dar mais autonomia à Aliança das Repúblicas, mantendo a União Soviética). As ações dos participantes GKCHP ainda causam muitas dúvidas, pois oficialmente os militantes queriam remover Gorbachev, com jejum, e assim salvar a União Soviética. No entanto, há um outro ponto de vista: Alguns especialistas acreditam que a ação GKCHP foi planejada. Defensores de Ieltsin, para não deixar a assinatura do Tratado de Aliança e negar realmente o poder de Mikhail Gorbachev. Na verdade, apesar do fato dos militantes não terem sido capazes de varrer Gorbachev, o líder GKCHP tornou-se Secretário-Geral do Comitê Central do PCUS, e, de fato, perdeu totalmente o poder real. O próprio PCUS após os acontecimentos de agosto, de estar morto mediante a sua influência, um ano depois não foi eliminado. Mas, Boris Yeltsin, depois de GKCHP sentiu-se um vencedor, porque o seu poder, apenas se intensificou.

o golpe levou à perda real de poder no Gorbachev e reforçou a influência de Yeltsin, o que significou o início do fim da URSS (uma imagem obtida a partir de fontes abertas)
O golpe levou à perda real de poder no Gorbachev e reforçou a influência de Yeltsin, o que significou o início do fim da URSS (uma imagem obtida a partir de fontes abertas)

4) Formal de existência da URSS e a sua completa eliminação. Depois do Golpe de Agosto, com a real de perda de poder, Gorbachev e Resolução do PCUS, o Estado da URSS existia apenas no papel. Portanto, em 8 de dezembro de 1991, os presidentes da Rússia, Ucrânia e Bielorrússia, na Floresta Belovezhskaya, faltavam apenas a eliminação legal da URSS. Depois disso, dentro de duas semanas, muito enfraquecido, Mikhail Gorbachev, depois de muita hesitação, ainda se aventurou em Transmissão de TV, reconhecer o acordo Belovezhskie, declarando, assim, em 25 de dezembro de 1991, o fim da existência da URSS.

Fraco Mikhail Gorbachev depois de muita hesitação ainda se aventurou no телеэфире reconhecer Беловежские acordo, assim, declarando 25 de dezembro de 1991, sobre a cessação da existência da URSS.
Fraco, Mikhail Gorbachev, depois de muita hesitação, ainda se aventurou em transmissão na TV, reconhecer o acordo Belovezhskie, declarando, em 25 de dezembro de 1991, o fim da URSS.

Referências

  • Прибыловский, В., Точкин, Г. Quem e como foi abolida a URSS?// O novo jornal diário, nº 242 (316), de 21 de dezembro de 1994.

МИР ГЛАЗАМИ ФИЛОСОФА

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s