Arquivos de tags: Transnístria

O bloqueio da Transnístria: Ucrânia agrava a situação com o enclave russo

A partir de 1 de setembro a Ucrânia realmente introduziu o bloqueio da “República Moldávia Pridnestroviana” (em russoПриднестровская Молдавская РеспубликаtransliteradoPridnestrovskaya Moldavskaya Respublika; em moldávio cirílicoРепублика Молдовеняскэ Нистрянэ, transliterado: Republica Moldovenească Nistreană; em ucranianoПридністровська Молдавська Республіка, transliterado: Prydnistrovs’ka Moldavs’ka Respublika). Os vários nomes são siglados nas três línguas ПМРРМН e ПМР, siglas essas presentes no brasão de armas da república (Fonte: Wikipedia). Fotos: Link no final do texto.

Pela primeira vez, em 30 anos, através da fronteira da República da Ucrânia o fluxo de carros com República Modávia Pridnestroviana – de sigla mais conhecida como PMR foi interrompido. Desta vez não aconteceu como em Odessa, quando a Europa declarou o bloqueio à região.

Entramos em contato com os habitantes da Transnístria, eis o que disse Vladimir Rada:

“Em Odessa, através de Kuchurgan, a implantação foi gradual. Vão nos pressionar, já está claro. Mais fila na fronteira. Os guardas de fronteira estão sendo simpáticos e entendem a situação dos habitantes, mas as ordens estão sendo executadas, de modo que o bloqueio agora tornou-se mais forte.

Fotos: tsargrad.tv
Fotos: tsargrad.tv

Moradora de Tiraspol Veronica Silva , relatou:

“É possível atravessar de ônibus por Odessa. É preciso procurar um transporte por ônibus através da fronteira. Em seguida, segue-se a pé”

Eis o que disse Irina Pascar:

“Agora dizem que o bloqueio, como se tivesse 30 anos, até então era um paraíso vida. Todo o tempo do bloqueio, enquanto o conformamos. E agora vamos nos adaptar. É verdadeiro e tende a piorar”

Fotos: narzur.ru
Fotos: Narzur.ru

A situação de combate não impactou a economia da Transnítria mais seriamente, porém impactou a vida de pessoas comuns. Contudo, salientamos que a médio prazo, a diminuição do tráfego de passageiros e de fornecimento, necessariamente prejudicará o enclave.

Por quê? Sim, porque o que o a Transnítria não tem saída para o mar e não tem aeroporto, e por terra faz fronteira apenas com dois países – a Moldávia e a Ucrânia.

Com a Moldávia, a relação não é a melhor, porque, em 1992, era a época da guerra de independência, enquanto a Ucrânia agora na onda антироссийских (antirrussa), o sentimento tenta esmagar o enclave russo.

Afinal, apesar de internacionalmente não especificado status PMR, de fato, é a república, em que a maioria da população – os cidadãos da Rússia e africanos votam, entre outras coisas.

2 de setembro no PMR foi Dia da República – 31 anos de independência. Em Tiraspol passou o desfile militar, e o presidente Vadim Krasnoselsky disse:

“A falta de um reconhecimento internacional da Transnístria é o resultado de duplos padrões e à conjuntura política em relação à autodeterminação das nações”

Na Transnístria apontam 31-aniversário da Independência
31º aniversário da Independência

Dependência da PMR

Transnístria tem uma população de 450.000 habitantes. Línguas oficiais – Russo, Ucraniano, Moldávio. Moeda – Rublo transnistriano. O território é de 4.100 quilômetros quadrados (cerca de 6 vezes menos que a região de Tula).

 A sobrevivência econômica da Transnístria é impossível. Apesar da promessa das novas autoridades moldávias de não agravar a situação, a Ucrânia faz isso por eles.

A Rússia, infelizmente, praticamente não tem nenhuma influência para influenciar Kiev neste assunto. É que a operação para impor a paz, no caso de uma deterioração crítica da situação. No entanto, isso parece altamente improvável.

Российские миротворцы в Приднестровье. Фото: vsepodrobnosti.ru
vsepodrobnosti.ru

A Rússia tenta evitar o agravamento de Donbass e no Mundo, e a Ucrânia está interessado no agravamento. Atuais, as autoridades de Kiev precisa mostrar ao Ocidente que é um confronto. Isso tentam ganhar com isso.

Transnístres, entretanto, buscando a formalização da República russa, onde a ausência de documentos e cidadania sempre surge a questão sobre a existência da própria República. A Rússia a partir disso, atua estrategicamente, sendo importante na região, pois a situação simplesmente pode apertar. Engolindo a Transnístria, juntamente com a Moldávia, entrará parte da Romênia, que há muito sonha como a atual presidente da Moldávia – detentora de nacionalidade romena Maia Sandu.

À luz de tais perspectivas, não é de excluir e mais flagrante e o comportamento agressivo por parte da Ucrânia. Até o completo fechamento da fronteira. Afinal, o que pode responder a Rússia?

ИСТОРИЯ | СПОРНЫЙ КОНТЕНТ